segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Veja Entrevista de Ademir Pascale cedida ao site Adorável Noite:

Adriano Siqueira do Site Adorável Noite: http://www.adoravelnoite.com/draculea.html


Ademir Pascale do site Cranik: http://www.cranik.com/


ENTREVISTA COM ADEMIR PASCALE

Adriano Siqueira: Como surgiu a ideia do site cranik?

Ademir Pascale: Olá, Adriano. Agradeço pela entrevista. O Cranik surgiu em 2003. A ideia inicial era criar um site para webmasters, mas com o tempo fui incluindo mais e mais páginas. Vi que o pessoal se interessava muito nas notícias sobre cinema e literatura. Fiz um curso de Direção Audiovisual com os melhores professores da atualidade, como Lina Chamie, Kátia Coelho, Fernando Bonassi, Toni Venturi e outros. Reuni um grupo de amigos e começamos a fazer resenhas críticas de filmes. Hoje já somam mais de mil resenhas no Cranik. Interessado em sempre aprender mais, além de ajudar os autores e cineastas a divulgarem os seus trabalhos, iniciei com as entrevistas em 20/07/04. Até hoje (22/08/09) já somam 125 entrevistados, entre eles Gerald Thomas, Antônio Carlos Secchin, Moacyr Scliar, Fernando Bonassi, André Carneiro, Márcia Frazão, Reinaldo Polito, Adriano Siqueira, Roberto de Sousa Causo, Nelson Magrini, J. Modesto, Giulia Moon, Martha Argel, Lord A., Sérgio Pereira Couto, James Andrade, Flávia Muniz, Rosana Rios, Helena Gomes, Raphael Draccon, Ricardo Delfin, Danny Marks, Miguel Carqueija, Nazarethe Fonseca, M.D. Amado, J. P. Balbino, Juliano Sasseron, Márson Alquati, Leonardo Brum, Rober A. Pinheiro, Eric Novello, Waldick Garrett, Cláudio Villa e muitos outros. Veja que minha memória é boa...(rsrs)

Adriano Siqueira: Quais foram os livros que participou?

Ademir Pascale: Recentemente participei do Anno Domini: Manuscritos Medievais (Andross), Caminhos do Medo (Andross) e Paradigmas 2 (Tarja Editorial). Fui o idealizador e organizador das coletâneas Invasão (Giz Editorial, 2009), Draculea: O Livro Secreto dos Vampiros (All Print, 2009) e agora estou organizando o Metamorfose: A Fúria dos Lobisomens (All Print) e juntamente do escritor Maurício Montenegro, organizo a coletânea Poe 200 anos: Contos Inspirados em Edgar Allan Poe (All Print).

Adriano Siqueira: Quais são os melhores filmes?

Ademir Pascale: Pra mim o filme dos filmes é O Nome da Rosa dirigido por Jean-Jacques Annaud. Mas posso citar alguns que gostei muito: Orgulho e Preconceito, dirigido por Joe Wright e Razão e Sensibilidade, dirigido por Ang Lee (ambos baseados nos livros de Jane Austen), O Iluminado (versão 1980) de Stanley Kubrick, A Rainha dos Condenados, dirigido por Michael Rymer, A Luta pela Esperança, dirigido por Ron Howard, Camelos Também Choram, dirigido por Byambasuren Davaa (documentário), Notas Sobre um Escândalo, dirigido por Richard Eyre, Um Casamento à Indiana, dirigido por Mira Nair, Quem Quer Ser Um Milionário? dirigido por Danny Boyle e claro Cidade de Deus de Fernando Meirelles.

Adriano Siqueira: Quais são os melhores livros?

Ademir Pascale: É difícil dizer qual é o melhor livro, pois cada leitor tem a sua preferência. O que é bom pra mim pode não ser pra você. É por isso que não faço resenhas críticas de livros. Ao invés de tentar avacalhar os trabalhos de autores nacionais, como um autor que conheço que anda fazendo isso em seu blog com pequenas e infundadas resenhas, eu incentivo o leitor a conhecer mais os nossos trabalhos, e não ser avaliado apenas por um. Acredito plenamente que devemos nos ajudar e não fazer o contrário. Somos uma grande família, pelo menos é o que sinto. Quem deve decidir se o miniconto, conto, novela ou romance é bom, é o próprio leitor. Resenhas críticas são pessoais e podem sim ajudar um autor a progredir nesta árdua estrada literária, mas tem que ser feita por profissionais que sabem criticar na medida certa, e não simplesmente tentar convencer o leitor de que tal livro ou texto não é bom. Como já disse antes, o que é bom pra mim pode não ser pra você e vice-versa.

Adriano Siqueira: Como funciona os sites, http://www.divulgalivros.org e http://www.oentrevistador.com.br ?

Ademir Pascale: A ideia do site Divulga Livros é parte do que acabei de citar na resposta acima. Ele está lá para divulgar os trabalhos dos autores nacionais. Hoje ele já conta com uma boa visitação mensal. Cada autor tem a sua página com biografia, foto, textos para downloads e contador de visitas. O Divulga Livros conta também com uma vitrine de livros. Saiba mais sobre ele no link: http://www.divulgalivros.org/cadastro.htm .

O Entrevistador surgiu devido a necessidade de um espaço específico apenas para meus entrevistados. Aos poucos estou inserindo todas as minhas entrevistas. Este site é bem voltado para o mundo corporativo, e contamos também com bons vídeos motivacionais: http://www.divulgalivros.org/cadastro.htm .

Ah, tenho também o site Literatura Fantástica ( www.literaturafantastica.com.br ). Bom, acho que só o título já diz tudo...(rsrs)



Adriano Siqueira: Os escritores brasileiros são melhores?

Ademir Pascale: Adoro a literatura nacional, principalmente a fantástica. Com certeza cada país carrega as suas estrelas, mas é claro que prefiro os nossos autores, principalmente pelo trabalho árduo e pelas barreiras que nós enfrentamos. Não é fácil ser escritor no Brasil. Falta mais incentivo por parte da mídia e das editoras. É difícil ver programas como o do Jô Soares que destaca bem a obra do autor e o seu trabalho, por isso eu parabenizo o seu programa. Alguns programas de rádio, como a Rádio Unesp com o seu Perfil Literário também contribui nesta batalha. Alguns sites, blogs e e-zines, idem. Mas seria bom se a mídia em massa se voltasse mais para estes trabalhos, deixando um pouco de lado esse sensacionalismo internacional das grandes produções literárias que não passam de puro marketing, pois eles já vivem numa superpotência. Temos que incentivar o trabalho dos nossos autores, pois vivemos no Brasil. Acredito no ciclo da lei do retorno: faça o possível para ajudar ao próximo, pois você estará se ajudando.

Adriano Siqueira: Como surgiu a ideia do Terrorzine?

Ademir Pascale: Eu e a Elenir Alves queríamos fazer um e-zine para divulgar não somente os nossos trabalhos, mas também os de outros autores. Se fossem contos, o e-zine ficaria com muitas páginas e consecutivamente inviável para download, pois o arquivo ficaria muito pesado. Veja que o TerrorZine não é poluído, não tem tantas imagens escuras como outros e-zines, justamente para que seja leve e fácil para leitura. Não acho ruim os e-zines que carregam muitas imagens, mas penso naqueles internautas que não podem ter um computador tão potente.

O TerrorZine fará aniversário, o seu primeiro ano de vida, no dia 10 de setembro de 2009. Neste 1 ano, foram centenas de minicontos publicados, dezenas de dicas de livros e várias entrevistas. Estamos muito felizes com a boa receptividade dos leitores. Sabemos que hoje o e-zine TerrorZine já é lido por leitores de vários países. E para quem ainda não conhece ou que deseja participar com o seu miniconto, visite a página www.cranik.com/terrorzine.html e leia os procedimentos.

Adriano Siqueira: Quais são os próximos livros que está organizando?

Ademir Pascale: Metamorfose: A Fúria dos Lobisomens e Poe 200 Anos: Contos Inspirados em Edgar Allan Poe. Quem quiser conhecer mais ou participar da coletânea, acesse: www.cranik.com/metamorfose.html e www.cranik.com/poe_200anos.html . Estou com mais duas ideias de coletâneas ainda para este ano. Pode ter certeza que fará o mesmo sucesso do Draculea.

Adriano Siqueira: Haverá mais livros sobre vampiros que você vai organizar?

Ademir Pascale: O Draculea II já está certo para o primeiro semestre de 2010. Mas penso em fazer mais alguma coletânea sobre vampiros além do Draculea. Adorei esta coletânea e quero continuar tanto com ela como com novos projetos vampíricos.

Adriano Siqueira: Quais são os seus próximos projetos?

Ademir Pascale: Além das novas coletâneas e do Draculea II, tenho um romance do gênero horror ainda não publicado. Gostaria muito que alguma editora lesse esse original, pois não perde em nada para estes novos livros do exterior que estão sendo publicados aqui no Brasil. Como escritor, leitor voraz e autocrítico, tenho certeza absoluta do sucesso e vendagem desta obra.

Para instigar vocês leitores, o enredo de “O Desejo de Lilith” engloba algo mirabolante: o que teria em comum Vlad Tepes, Mary Shelley, Piercy B. Shelley, John Milton, Platão, Erzsébet Bathory, Thomas Chatterton, Robert Louis Stevenson, Phil Lynott, Kurt Cobain, Alister Crowley e Jim Morrison? Uma das epígrafes desta obra: “Admirar-se-ia você de que tais pensamentos me levassem a assomos de ódio e fúria? Quanto a mim, o que me surpreende é não ter naquele momento, em lugar de perder-me em lamentações, dado vazão a meus instintos de perversidade e a meus impulsos de investir contra toda a humanidade e perecer na tentativa de aniquilá-la.” Mary Shelley, Frankenstein.

Sou criativo e muito ativo. Sempre estou batalhando em prol da literatura. Cedi algumas entrevistas este ano, mas em nenhuma delas eu disse que tentei passar a ideia inicial do Draculea para uma editora antes desta que o publiquei. Na época, eu tinha marcado uma reunião com o grande editor Richard Diegues para discutirmos sobre esta coletânea para a Tarja Editorial, mas infelizmente um dia antes, ele enviou um e-mail dizendo que estava doente e que não seria possível a reunião, ficaria para um outro dia. Eu esperei mais de dois meses por essa resposta, e como sou uma pessoa inquieta, resolvi por conta própria fazer o Draculea pela All Print, que também é uma excelente editora. Trabalhei muito para encontrar um bom capista e quando o encontrei, trabalhamos vários dias até chegarmos na capa final do Draculea, uma das capas mais incríveis que já vi sobre vampiros. Com a ajuda da minha esposa Elenir Alves que além de escritora também é publicitária (www.ocasaraodosvampiros.blogspot.com) divulgamos dia e noite a antologia. Hoje, poucos meses depois deste ocorrido, centenas de blogs, sites, comunidades no Orkut e até revistas impressas comentam sobre o livro. Agradeço de coração aos que nos ajudaram na divulgação e com palavras de incentivo, incluindo você, grande Adriano Siqueira. Desde o início, quando comecei minhas pesquisas sobre Vlad Draculea, o empalador, eu sabia que a coletânea seria um verdadeiro sucesso. Pode ter certeza que este meu romance que ainda não foi publicado, não será diferente. Sou incansável quando desejo atingir os meus objetivos.

Deixo aqui meus agradecimentos de muito sucesso para o Adorável Noite. Para os interessados nas novas coletâneas que estou promovendo ou novas entrevistas, meu e-mail é ademir@cranik.com

Livro Draculea na Livraria Cultura

Livro Draculea na Livraria Saraiva

Livro Draculea no site da editora


Um forte abraço,

Ademir Pascale

2 comentários:

  1. Parabéns ao Adriano Siqueira e Ademir Pascale, pela bela entrevista. Abraços

    ResponderExcluir